REDVALUE

Project Title
Technological Alliance to complete the forest and agroindustrial production cycle
Project Type
Internacional / Public
Funding Body
Funding Program
INTERREG V-B Sudoe
Reference
SOE1/P1/E0123
Funding
  • CEB: 100 317,00
  • Total: 1 009 369,00
Start
01-07-2016
End
30-06-2019
Partnership
Instituto de Tecnologias Quimicas Emergentes de la Rioja (ES), Instituto Politécnico de Viana do Castelo (PT), AKINAO (FR), Universitat de Lleida (ES), Universidad de Zaragoza (ES), Universidade do Minho (PT), Indulleida S.A. (ES), Université de Perpignan Via Domitia (FR)
External link

Principal Investigator

Team Members - CEB

Fellowship Members - CEB

Abstract

O desafio comum apresentado em RedValue é a criação de uma rede de colaboração entre empresas e centros de I&D que irá produzir produtos de alto valor agregado a partir de resíduos agro-alimentares e florestais. O principal objetivo é demonstrar que graças à colaboração entre diferentes nações é possível dar saída à grande quantidade de resíduos gerados (polpas de vegetais e frutas, bagaços de moinhos, cortiça de pinheiro); com a obtenção de processos de extração de compostos de valor agregado que sejam economicamente viáveis. Atualmente estes resíduos não se aproveitam e é eliminado em depósitos de lixo ou em incineradoras, o que supõe um grande desembolso econômico, além de um impacto ambiental com uma repercussão a nível global. Por tanto, este projeto supõe uma grande inovação já que trata da problemática dos resíduos de uma maneira diferente: aproveita-los em lugar de eliminá-los. Reduzir resíduos e obter ingredientes com elevado valor agregado gerarão benefícios para as empresas do setor agro-alimentar e florestal, que não só minimizará seu gasto de eliminação de resíduos, se não que também poderão iniciar uma nova linha de negocio vendendo novos produtos funcionais para ser usados em empresas de alimentação ou como produtos fitossanitários. Isso implicará a criação de emprego e a melhora da rede industrial em áreas agrárias devastadas pela crises. Além disso, os centros de I&D envolvidos também irão se beneficiar ao estabelecer colaborações com empresas privadas, criando novas linhas de trabalho e favorecendo uma investigação aplicada que terá uma repercussão geral em toda a sociedade. Para alcançar o objetivo será necessário estabelecer uma forte cooperação transnacional, onde cada entidade contribua com seus conhecimentos nas diferentes etapas de I&D. Uns estarão envolvidos na extração de produtos de valor agregado, outros em sua caracterização e outros no encapsula mento para a proteção dos mesmos. Alem disso, também se estudarão os benefícios que estes produtos trazem (antioxidantes, anticancerígenos, antimicrobianos), demonstrando que se podem usar como alimentos ou como fitossanitários naturais para a agricultura ecológica.